Lula pode ser solto: o que esperar na Justiça e na política

Pelo placar de 6 votos contra 5, o STF alterou na quinta (7/11) seu entendimento sobre a prisão após julgamento em segunda instância, numa decisão que abre caminho para que o ex-presidente Lula deixe a cadeia. Desde o ano de 2016, condenados podiam ser presos conforme decisão do próprio Supremo naquele mesmo ano. Agora, os condenados poderão responder em liberdade até que o caso seja encerrado, quando não é mais possível recursos em processos.
Lula cumpre 8 anos e 10 meses pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no famoso processo do caso tríplex do Guarujá desde 7 de abril do ano passado. Para que ocorra sua saída, é necessário que haja autorização do juiz Danilo Pereira, que atualmente cobre as férias da magistrada Carolina Lebbos, responsável pela execução do processo.
De acordo com levantamento feito pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça), 4.895 detentos encontram-se na mesma situação de Lula. Vale ressaltar que nem todos serão soltos. Os juízes podem mantê-los em prisão preventiva, caso algum deles ofereça risco à ordem pública.

(Visited 7 times, 1 visits today)
Fechar Menu